Um dia de Praia
Foi num fim de semana prolongado, mas, antes um pouco sobre nós, sou o Cassius 45 anos, 83 kg, 1,74 m, minha esposa, a Kelly, 25 anos, 46 kg, 1,63 m, um fenômeno de mulher, seria gastar palavras descreve-la agora. Aos fatos... Resolvemos passar o fim de semana prolongado na praia, já que temos uma casa às portas do mar. Como havia algum tempo que não íamos lá, passamos antes no mercado para fazermos algumas compras, foi quando encontramos a Carla (um espanto de mulata, com uma bundinha de matar qualquer mulher de inveja) e a Patrícia (uma loirinha deliciosa com os peitinhos que imploravam por liberdade) que são colegas de escola da Kelly na faculdade, por coincidência elas iriam ficar num condomínio próximo a nossa casa, e demos uma carona as duas até lá. Quando chegamos ficamos sabendo que o pessoal com quem nossas amigas iriam ficar, não estavam e para não perderem o fim de semana convidamos para que ficassem conosco. Logo pela manhã costumo dar uma caminhada pela praia, na volta de longe avistei aquele monumento bronzeado estendido na areia, logo vi que se tratava da Carlinha, com um minúsculo biquíni branco que realçava ainda mais seu corpo moreno, passei alguns segundos me deliciando com aquele tesão de mulher, logo acordei do encanto quando a Kelly e a Paty se aproximavam para também aproveitar o sol. A Kelly me chamou pra um mergulho e quando estávamos na água ela comentou “safadinho, eu vi como você estava comento a Carlinha com os olhos...” deu um sorriso e enfiou a mão por dentro da minha sunga, segurando meu pau e me dando um beijo gostosissimo. Eu e a Kelly já fizemos uma troca com um casal de amigos e também já fizemos um ‘ménage a troais’ com uma amiga, e eu sinto o maior tesão em ver a Kelly chupando outra mulher, isso me mata de tesão e ela sabe disso. Logo a Kelly me disse que iria ser um final de semana muito ‘gostoso’, eu entendi a mensagem imediatamente. Ao chegarmos à areia a Kelly foi logo tirando a parte superior do biquíni e dizendo para as amigas “podem tirar também, a praia é bem deserta, o Cassius nem liga pra isso, deixem a vergonha de lado...” As garotas também tiraram as peças e ficaram com os seios nus, meu pau endureceu instantaneamente. A Kelly me pediu pra passar bronzeador nela, e antes que eu começasse me pediu que desse uma chupada nos seus seios pra hidratar (que sacaninha), senti que era a senha pra que o clima esquentasse. Chupei vagarosamente seus seios cheios e durinhos, de vez em quando eu mordia e passava a língua pelos biquinhos, a Kelly estava de olhos fechados e gemia gostoso pedindo mais, olhei para o lado e vi as duas de olhos vidrados no que eu fazia, a Paty passava disfarçadamente a mão por cima do biquíni massageando a xoxota, a Carlinha estava com o bico dos peitos duros como uma pedra. Desci a boca até o umbiguinho da Kelly e brinquei com a língua em seu pircing, desamarrei a lateral do biquíni e ela abriu as pernas imediatamente mostrando sua xotinha deliciosamente depilada, enterrei a língua bem no fundo de sua grutinha melada e subi a língua lambendo freneticamente seu grelinho duro. A Kelly pra sacanear disse: “há filho, as nossas convidadas também merecem o mesmo tratamento que eu, olha as carinhas delas...”, antes mesmo que elas reagissem, dei um beijo de língua na Carlinha enquanto enfiava minha mão por dentro de seu biquíni enterrando o dedo médio inteiro em sua gruta, o que fez com que ela soltasse um gemido abafado. A Paty desesperada de tesão disse: “porra vocês estão me matando de tesão... ai que loucura...” a Kelly imediatamente deitou por cima dela e teu um beijo de língua, ela ficou assustada, mas o tesão era tão grande que não se conteve e abriu as pernas permitindo que a lingüinha macia de Kelly lhe fizesse explodir num gozo alucinante. Ela confessou que nunca tinha transado com outra mulher antes, mas queria muito chupar a xoxota da Kelly, e minha delicia de esposa se abriu toda fazendo um 69 sensacional com a Paty. A Carla me implorava pra meter logo a pica, ela estava quase gozando e quando começou a dar sinais que iria gozar, eu a coloquei de quatro e meti bem devagar, a Carlinha delirava: “mete porra, mete meu sacana... to gozando... me chama de puttttaaaa... aiiiii... to gozando pooooorrrrraaaaa”, logo a Kelly e a Paty também gozavam juntas. Demos um mergulho os quatro completamente nus, brincamos na água, e logo meu pau subia novamente. Combinamos de continuar nossas brincadeiras dentro de casa, afinal a praia é deserta, mas é melhor não abusar. Assim que entramos a Kelly pegou na mão de Carlinha e se encaminharam para o banheiro. A Paty disse que queria me comer ‘salgadinho’ mesmo. Coloquei-a deitada na mesa, puxei a cadeira e sentei em frente a sua xoxota, como se toma uma sopa gostosa enterrei minha cara entre as coxas grossas da sacaninha e fiz ela gemer em minha língua, antes que gozasse posicionei minha pica em sua xaninha e bombei gostoso, ela ficou louquinha e me pedia: “ai gostoso... me fode... ai que trepada boa... to gozando... mais rápido... mais rápido... mais rápido... huuuuu... hummmm... mete seu puto.... foddddeeeee.... hãããããã...” quando eu estava perto de gozar tirei o pau de dentro da xoxota dela e ela abriu a boca pra engolir minha porra quente. No banheiro a Carlinha estava de pernas abertas e a Kelly sentada no chão do banheiro entre as pernas de Carlinha, chupava gostoso a xoxotinha morena enquanto a água escorria pelos seus corpos, a Carlinha já dava sinais que iria gozar logo, então a Kelly enfiou um dedo em seu cuzinho, em seguida enfiou outro, quando Carlinha estava gozando a Kelly deu o golpe final colocando outro dedo agora na xoxota... A Carlinha teve um gozo tão forte que ficou tonta e caiu ao lado da Kelly que estava sentada no chão. Eu e a Patrícia fomos nos lavar e quando saímos encontramos as duas abraçadas cochilando no sofá. Eu já não agüentava mais de tanta foda e putaria, mas precisava executar meu grande final, fui pra cozinha com a Paty fizemos uma sacanagem bem gostosa, preparei uma caipirinha pra dar tempo de recuperar e quando voltamos para a sala, acordamos as dorminhocas. A Kelly chupou meus ovos, o que fez meu pau endurecer instantaneamente, a Paty já se acariciava com a Carlinha, então a Kelly pediu pra Carlinha dar uma chupada nela, Kelly estava sentada no sofá com as pernas abertas e Carlinha se ajoelhou em frente a ela colocando a cabeça entre suas pernas e começou a mamar seu grelinho duro. Eu fiquei atrás da Carlinha e logo tratei de chupar o cuzinho apertado dela, lubrificando bem. Coloquei a cabeça do pau no rabinho da Carlinha e fui metendo devagar. A Paty sentou no chão entre as pernas da Carlinha, e ora chupava a xoxota dela, ora chupava meu saco... Foi uma LOUCURA... elas gozaram juntas, entre gemidos, gritinhos, urros, etc... Quando eu estava perto de gozar, tirei o pau do cú da Carlinha, elas ficaram em frente a mim e gozei nos peitinhos delas, depois uma ficou lambendo a outra, bebendo meu mel. Depois disso virou uma constante irmos juntos para a praia, e criarmos outras brincadeirinha excitantes. Mas isso... Depois eu conto. Tchau galera.

 


Todos direitos reservados.All rights reserved.