Acompanhante Loirinha

Olá sou Fernandinha,sou acompanhante de luxo,hoje vou contar pra vocês uma
história que aconteceu comigo.
Certo dia eu estava em meu banho,ficando raspadinha para agradar meus clientes,
quando o meu celular tocou,eu estava toda ensaboada,mas mesmo assim saí do
banheiro e fui até meu quarto ver quem me ligava.
Era um cliente,com uma voz jovem,parecia ter uns 18 anos ou menos,apesar desse
não ser o tipo da maioria de clientes que são empresários ricos,eu o atendi:
Eu: _ Alô.
Ele: _ Alô, você é a Fernandinha Popozuda?
Eu: _ Eu mesma querido.
Ele: _ Garota de Programa de 25 aninhos muito bem distribuidos em suas curvas,
baixa,loirinha, bronzeada, seios fartos?
Eu: _ Nossa quanta precisão em detalhes,você escreveu tudo isso?rs
Ele: _ Vi você no www.classeasite.xpg.com.br e não esqueci mais...
Eu: _ Hummm, mas você esqueceu do principal amor, sou ótima no boquete e no
anal, engulo tudinho, sua putinha...
Ele: _ Hummm, delicia, pelo visto você é safadinha como eu gosto.
Eu: _ Sou sim, você ja sabe meus preços gato?
Ele: _ Sim, quero você toda, por uma noite, pago 2000.
Eu: _ Ok gato, fechado.
Ele: _ Vem pro meu hotel daqui 2 horas.
Eu: _ Ok amor, pode deixar...Tchau.
Após desligar meu cel fui me enxaguar, aquela agua quentinha escorrendo entre
meus seios e minha bucetinha ja me deixou muito excitada.
Me sequei, fiquei bem cheirosa pra meu cliente, coloquei aquele espartilho
preto com uma cinta-liga e meia arrastão.
A calcinha era preta também e entrava no meu reguinho, adoro fio-dental, ela
tinha uma leve transparencia na frente pra deixa-lo mais louco.
Vesti uma saia em látex bem justa.
_ Nossa acho que meu bumbum cresceu essa saia parece que vai explodir...
Com certa dificuldade pela saia calcei meus saltos pra ficar mais alta, rs,
baixinha é fogo.
Por sorte havia um táxi ali perto da minha casa.
Chegando ao hotel do rapaz, vi que não era lá muito luxuoso...
Fui anunciada e subi até seu quarto...
Quando cheguei ele estava só de cueca, e dava pra perceber que seu pau já
estava meio duro.
Ele me comprimentou com um abraço q me fez ficar bem proxima do seu pau e ele
ficou mais duro ainda quando me apertava, talvez pelos meus seios grandes...
Após isso ele me deu um tapinha na bunda tirou sua cueca e falou:
_ Sou Jorge, pega no meu pau e vem q eu vo ti leva pra pegar seu pagamento.
Ele abriu uma maleta onde tinha varios maços de notas de 100.
Ele me deu um e falou:
_ Hoje você vai fazer tudo que eu quiser cadela!
Eu: _ Au,au...
Fiz um strip pra ele bem gostosinho, mas ele estava com pressa de me comer toda.
Jorge: _ De quatro, vem aqui no meu tapetinho...
_ Agora chupa o ossinho vai cachorra...
Mamei muito aquela pica grossa, ficou entalada na minha garganta, ele adorou.
Deixei o pau dele babadinho.
Ele batia seu pau nos meus peitos e os apertava.
Fiquei até com medo do meu silicone explodir, rs.
Ele era um animal na cama mesmo, quer dizer, no chão, rs...
De quatro ele ficou soubre mim igual um cachorrinho mesmo, nossa que delícia,
aquele pauzão na minha buceta, ele metia tão forte que eu queria me deitar,
mas ele me puxava pelos cabelos e mordia meu pescoço.
Ele deitou e eu fiquei por cima, hummm, adoro ir por cima, mostrei o que é
cavalgar gostoso pra ele, primeiro di vagar só a cabecinha, depois meti tudo
alucinantemente, não sei como aquele safado não gozou, pois eu já estava quase.
me deitei sobre ele então e vi que ele ficava doido quando meu corpo, principalmente
meus seios, estavam em contato com seu corpo.
Já estava meio cansadinha e desci de cima dele, fiquei do seu lado, de bumbum
pra ele.
Ele também se virou e meteu com raiva no meu cuzinho.
Nossa, estava realmente fodida aquela noite, ele não me deu sussego.
Adoro anal, ele metia com muita força, entao eu gritava, muito, muito alto.
Ele ficava com mais tesão ainda e metia mais ainda, nossa, nunca tinha sido
fodida com tanta vontade assim.
depois de 2 horas +/- de brinkadeiras ele tiro seu pau do meu cúzinho e falou:
_ Agora você vai ganhar leitinho sua puta!
Nossa que delícia, ele esporrou tanto que dava pra lambuzar meus peitos todinhos
mas eu engoli, hummmm, estava salgadinho, fiquei com muito tesão, o tapete dele
ficou todo molhado por minha causa.
No outro dia já na minha casa fui assistir o jornal e vi que o cara que eu
tinha transado era um bandido que tinha assaltado um banco, hummm, fiquei com
um tesão que tive que bater uma sirica, acho que nunca mais vou ser fudida
tão bem como ele me fudeu...


Autor:CLASSE A

 


Todos direitos reservados.All rights reserved.